domingo, 11 de outubro de 2015

Perdoar




 
Paredes a meias com a solidão
Palpito (ou não?) que creio,
Posso ou tenho mais que
Palavras (vazias…),
Passos mal dados,
Palreados a meio tom, (a uma)
Partida vã da vida.
(Poeta sem saber,
Pioneiro infeliz,
Pedra no sapato ou
Prisma errado?)
Podia querer ser mais, (na)
Pior medida!
(Para sempre?)
Perco a despedida,
Parca é a esperança.
(Palhaço - serás tu
Palerma - serei eu)
Pensa!

2015

[Campeonato Nacional de Poesia - Jornada VI]
  
[Avaliado com 42 pontos em 45 possíveis]

Sem comentários:

Enviar um comentário