domingo, 18 de novembro de 2012

The One and Only






Onde está aquele rapaz,
Que nos pega na mão,
Lhe dê um beijo repenicado,
E nos diz que tudo vai ficar bem?

Onde está o rapaz,
Que nos pede uma dança,
Que nos olha nos olhos,
E que diz que gostaria apenas de um beijo?

Onde está o rapaz,
Que nos beija na testa,
Nos diz que nos adora,
E nos abraça como se não houvesse amanhã?

Onde está aquele bater do coração,
Quando a rapariga encosta a cabeça,
Ao peito dele,
E que lhe diz que é verdade?

Onde estão aquelas surpresas,
Antiquadas sim,
De velas e rosas,
Numa cama algures?

Onde está aquela conversa,
Trivial sim,
Onde ele só quer saber do teu dia,
Em vez de falar em actividades intimas?

Onde está o rapaz,
Que espera,
E desespera sim,
Mas não nos deixa?

Onde está a flor,
O carinho,
A bondade,
A criatividade?

Onde está aquela caricia,
Aquele aperto tão grande,
Que nos diz que ele não quer
Nos perder?

Onde está
Aquele olhar insistente,
O nosso retorno inquisidor,
E a resposta tão clara
"só queria passar o resto do tempo
A ver-te sorrir desse jeito?"

Aquele que quando nos olha nos olhos,
Mesmo que nada diga,
Tudo o que ouvimos resume-se a :

“Estou aqui, vou-te proteger e nada será capaz de te magoar.”

2012

Sem comentários:

Enviar um comentário